Aracaju vai receber espetáculo “Rasif” do pianista Amaro Freitas

Um dos maiores representantes do jazz brasileiro da atualidade, o pianista e compositor pernambucano Amaro Freitas, estará em Aracaju com o show “Rasif”, onde revela um cruzamento de elementos da cultura popular afro-brasileira com o jazz. Com Jean Elton (baixo acúsGco) e Hugo Medeiros (bateria) forma o Amaro Freitas Trio.

A apresentação em Aracaju será realizada às 20h do dia 16 de março no Teatro Atheneu e vai marcar o encerramento da turnê “Rasif”, realizada através do Programa Petrobras Cultural, com patrocínio da Petrobras e Ministério do Turismo, através da Lei Federal de IncenGvo à Cultura. O circuito começou em Salvador, em fevereiro de 2020, quando também passou pelo Ceará, com duas apresentações no FesGval Jazz & Blues, em Guaramiranga e Aquiraz. A venda de ingressos no site da Guichê Web e Bilheteria do Teatro.

A cultura de Pernambuco transborda naturalmente no esGlo de Amaro Freitas. Influenciado pelo mestre do frevo Capiba, por Moacir Santos, Hermeto Pascoal e Egberto GismonG, mas também pelas grandes referências do piano jazz, como Thelonious Monk, Keith Jarreb ou Chick Corea, o músico, para além do sempre predominante samba jazz, volta-se para a cultura nordesGna e traduz frevo, baião, maracatu, ciranda e maxixe para a linguagem do jazz.

Contratado pelo selo londrino Far Out, o pianista já se apresentou em importantes clubes de jazz e fesGvais, dentre eles: Dizzy’s Jazz Club (Nova Iorque), Ronnie Scob’s (Londres), Unterfahrt Jazz Club (Munique), Casa da Música (Porto) e Bari in Jazz e Grado Jazz (Itália). Nesta trajetória, arrebatou também a críGca internacional em importantes mídias especializadas, como Jazzwise, All About Jazz, BBC Rádio e na mais presGgiada revista de jazz do mundo, Downbeat.

Lançado em 2018, “Rasif” é o segundo disco de Amaro Freitas. Com ele, confirmou o virtuosismo e a invenGvidade de seu trabalho, que conquistou a críGca especializada nacional e internacional já no álbum de estreia, “Sangue Negro”, de 2016. Em junho de 2021 lançou “Sankofa”, seu mais recente trabalho, cujo projeto visual da capa foi uma criação do Acidum Project, dos cearenses Robézio e Terezadequinta. O álbum está na lista de 50 melhores discos de 2021 da Associação Paulista dos CríGcos de Arte.

Esse artigo apareceu primeiro em A Folha HojeAracaju vai receber espetáculo “Rasif” do pianista Amaro Freitas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s